Mês do amor: 5 romances para ler em junho!

Para comemorar o mês dos namorados, eu trouxe hoje algumas recomendações de livros de romance! Eu queria indicar alguns romances que eu li e gostei muito, mas que não vejo grande divulgação. A minha intenção é fazer você se aventurar um pouco mais nesse contexto literário e abrir sua mente, acho que essa é a missão desse blog. E calma! Não são todos romances água com açúcar.

1 – A Uruguaia – Pedro Mairal

Capa do livro A Uruguaia, de Pedro Mairal.
Capa de A Uruguaia, de Pedro Mairal

Essa é a história de um autor argentino, Lucas Pereyra, que precisa ir para o Uruguai para receber o dinheiro pela venda de seus livros em outros países. Este é um livro contemporâneo e tem como pano de fundo a crise econômica na Argentina e os altos impostos, que desviariam quase metade do montante que ele receberia.

A história é um romance tragicômico, não sei o quanto dele foi baseado na vida do autor, mas ele foi brilhante em descrever a história pelo olhar do personagem principal. Sendo um romance, o livro fala sobre casamento, filhos, traição e outras formas de amor de uma forma muito divertida.

Eu ouvi essa história em formato de audiobook, a sensação que eu tive é de estar ouvindo um vídeo no Youtube, já que existem poucos personagens importantes e há uma linha cronológica clara, com fatos malucos que poderiam acontecer com qualquer um de nós.

Além disso, gostei muito de conhecer um pouco mais do Uruguai e ouvir sobre o Brasil. O livro e a versão em áudio são curtos e apaixonantes!

Compre o livro aqui.

2 – A Garota das Laranjas – Jostein Gaardner

Capa de A Garota das Laranjas, de Jostein Gaardner.
Capa de A Garota das Laranjas, de Jostein Gaardner.

Jostein Gaarder é um escritor norueguês de romances filosóficos e contos, é o autor do aclamado “O Mundo de Sofia”, talvez você já conheça. A Garota das Laranjas também traz um pouco de filosofia de um jeito acessível e é um livro emocionante.

A história começa quando a avó de Georg encontra uma longa carta escrita por seu filho, já falecido, e destinada ao neto. A carta póstuma mexe com a família norueguesa, todos estão muito curiosos para conhecer o conteúdo da carta, que narra o romance dos pais de Georg.

É um livro curto, ou seja, é pouco cansativo e com uma história relativamente simples e bem estruturada. No início o romance começa de um jeito um pouco bobo e desajeitado, realmente clichê, mas o desenrolar da história é muito bom e o autor nos emociona. Fica bem clara também a questão cultural e comportamental dos noruegueses, com a timidez extrema e o receio de falar com desconhecidos.

Além da história em si, a carta traz reflexões sobre a vida e a morte, sobre como a vida é curta e se houvesse o poder de escolha sobre experimentar a vida na Terra, será que deveríamos aceitar? Porque aceitar a vida é, ao mesmo tempo, aceitar a morte. A reflexão é, de fato, bem interessante.

Compre o livro aqui.

3 – 1Q84 – Haruki Murakami

Capa 1Q84 Haruki Murakami alfaguara 2012
1Q84 – Haruki Murakami. Editora Alfaguara, 2012.

Já tem resenha de 1Q84 aqui no blog! Essa história é na verdade uma trilogia escrita por Haruki Murakami, fenômeno da literatura contemporânea, considerada sua obra mais ambiciosa. No primeiro volume acontece a apresentação dos personagens, Tengo e Aomame, e a introdução ao mundo ficcional de sua obra, até percebermos que há algo errado e o livro terminar com esse mistério.

No segundo volume, mergulhamos no realismo mágico da obra, descobrindo mais sobre esse mundo paralelo e acompanhando a jornada de Tengo e Aomame, que têm uma ligação. Aomame tem uma missão para cumprir e o livro novamente acaba com um gostinho de quero mais.

Por fim, no último livro nos encaminhamos para a resolução da história, que estava rodeada de incertezas para o leitor. Só não espere que Murakami explique a realidade de 1Q84, vi que isso foi fonte de decepção para muitos leitores. Esteja avisado que só sabemos o que os personagens sabem.

Sabendo disso, 1Q84 é apenas uma história de romance muito bem construída que se passa em uma realidade paralela muito intrigante.

Compre o livro aqui.

4 – A Moradora de Wildfell Hall – Anne Brontë

Capa de A Moradora de Wildfell Hall, de Anne Brontë.
Capa de A Moradora de Wildfell Hall, de Anne Brontë.

Agora vamos fugir um pouco dos livros contemporâneos. Quem gosta de livros clássicos, certamente já ouviu falar de Jane Eyre e O Morro dos Ventos Uivantes, escritos por Charlotte Brontë e Emily Brontë, especificamente. Porém, a obra de Anne Brontë não é tão lembrada com a mesma frequência, mas não é inferior à de suas irmãs.

A Moradora de Wildfell Hall é lembrado hoje como um livro feminista, por questionar o papel da mulher na sociedade inglesa e sua submissão aos homens, principalmente ao marido. Anne Brontë defendia que a mulher deveria ser dona de seu próprio destino e representa esse ideal através de Helen, uma jovem que escolheu o próprio marido por amor.

Entretanto, sua história não tem um desfecho feliz, já que após o casamento Arthur Huntingdon continua sua vida desregrada de solteiro. Helen decide não se submeter à uma vida de infelicidade, então decide tomar as rédeas da própria vida e nós vamos acompanhar sua nova jornada.

Compre o livro aqui.

5 – As 5 Linguagens do Amor – Gary Chapman

Capa de As 5 Linguagens do Amor, de Gary Chapman
Capa de As 5 Linguagens do Amor, de Gary Chapman

Bem, esse livro não é propriamente um romance, mas mesmo assim achei pertinente apresentá-lo nessa lista. Em As 5 Linguagens do Amor, Chapman nos apresenta o que aprendeu aconselhando casais e defende que há cinco formas de demonstração de amor: palavras de afirmação; tempo de qualidade; presentes; atos de serviço; toque físico.

O pulo do gato, segundo Chapman, é que todos nós temos uma forma preferida entre essas 5 para nos sentirmos amados. Claro, algumas pessoas podem se sentir mais amados com mais de uma, mas uma dessas formas tende a se destacar.

Por isso, é importante conhecer a si mesmo e seu parceiro, de forma que possam se comunicar da maneira correta um com o outro e manter um relacionamento saudável. Chapman dá vários exemplos em que sua hipótese parece funcionar e explica melhor como cada forma de demonstração funciona.

Compre o livro aqui.

Espero que gostem das indicações! Deixei os links para compra na Amazon após cada resumo. Inclusive, falando em Jane Eyre, recomendo ler a releitura de Jean Rhys em Vasto Mar de Sargaços. Até a semana que vem!



Categorias:Especiais, Romance, Sem categoria

Tags:, , , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. Itália: Desculpa se te chamo de amor – Desafio Livros pelo Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: