Biografia

Ruanda: Sobrevivi para contar

A resenha de hoje é sobre a biografia da ruandesa Immaculée Ilibagiza. Esse com certeza é um dos livros mais tristes que eu já li, ele te força a fazer um exercício de humildade e gratidão. Conheça um pouco mais sobre ele no link!

Coreia do Norte: Para Poder Viver

Essa é a história das escolhas que Yeonmi Park fez para poder viver. Através delas, aprendemos sobre a cultura, história e modo de vida na Coreia do Norte. Descobrimos o surgimento de um capitalismo rudimentar na década de 90 após uma onda de fome, as relações que levam ao casamento e a exclusividade em Pyongyang.

Antígua e Barbuda: Lucy

Lucy, obra da caribenha Jamaica Kincaid, retrata relações familiares – em especial, de mãe e filha – e a recordações de sua terra natal. A narrativa autobiográfica conta a história da filha renegada enviada para um lugar novo e desconhecido. Clique no link para saber mais!

Senegal: Mutilada

Khady Koita é uma ativista senegalesa que luta contra a mutilação genital feminina junto à ONU e outras ONGs. Na sua biografia, ela fala dos sofrimentos causados por essa prática e por um casamento precoce e tóxico.